Turismo do pavor no Centro Histórico de Natal

July 16, 2016

Hoje fazia um sol estupendo, um céu azul incrível, que deixava os prédios históricos bem destacados na foto. Porém, sair para fotografar no Centro Histórico de Natal é um perigo constante, em cada esquina. Resolvi fazer uma aula prática de fotografia com um grupo de alunos do curso de fotografia, começando pela Igreja do Galo. Foi lá o primeiro local aonde uma pessoa passou recomendando: "Vocês devem tomar cuidados com essas câmeras. Aqui, tá chio de bandidos".

 

Seguimos pelo Memorial Câmara Cascudo e tudo foi tranquilo. Fotografamos a fachada, entramos no museu, que vai entrar numa grande reforma, avisou o administrador. Seguimos pela Praça Padre João Maria quando um dos poucos barraqueiros que vende artesanato retrucou: "Vocês são doidos andando por ai fotografando com essas câmeras caras. Por aqui tem muito ladrão", disse o artesão com um sorriso no rosto.

 

Mesmo receoso, o grupo seguiu até a frente do Palácio Potengi, Pinacoteca do Estado, aonde fizemos as fotos e retornamos pela Praça André de Albuquerque para fotografar o Instituto Histórico e Geográfico do RN e a Igreja Nossa Senhora da Apresentação, antiga Cadtedral Metropolitana de Natal, quando fomos novamente avisados: "Cuidado que essa praça é local de roubos, Eu já fui assaltada ali (mostrando a lateral da cigarreira). Se eu fosse vocês saiam daqui", alertou.

 

Depois desse derradeiro aviso, o grupo resolveu parar de fotografar e retornar à escola de fotografia. Ficamos mais de duas horas fotografando pelo Centro Histórico de Natal e não encontramos um policial, não nos deparamos com nenhuma viatura, nem Cosme e Damião, nem mesmo uma moto da PM ou da Guarda Municipal. A sensação de insegurança é total. Na Praça André de Albuquerque tinha algumas pessoas fumando crack que quando viu o grupo de fotógrafos saíram.

 

A falta de segurança no Centro natalense também afugenta o turista culto que gosta de fotografar a história da cidade e não quer ficar somente de passeio em dunas e banho de mar. Os ônibus de turismos quando passam pelo Centro Histórico não param. Ninguém é maluco de colocar a vida dos turistas em risco, já que Natal não é uma cidade segura para se fazer turismo cultural.

 

Please reload

Posts Em Destaque

I'm busy working on my blog posts. Watch this space!

Please reload

Posts Recentes

November 5, 2019

April 4, 2019

Please reload

Arquivo